11 agosto 2010

Ainda Sobre Cores...



 As cores atuam em nossa mente e físico trazendo diferentes estímulos. Você poderá relembrar o assunto nas postagens anteriores sobre cores. Foram alguns pedidos para voltarmos ao tema e algumas dicas que achei importante compartilhar sobre as cores mais indicadas para diferentes ambientes que me trouxeram a esta postagem. Quem sabe alguém neste momento está se organizando para pintar a casa, escritório ou outro local de trabalho e irá se beneficiar. É tarefa trabalhosa escolher bem as cores para os ambientes, mas quando bem desempenhada os benefícios são inúmeros. Corpo e mente agradecem. E os negócios também. Então vejamos:
Azul - em tons pastem aumentam  a sensação de espaço e ajudam a acalmar. É ideal para dormitórios (conduz ao relaxamento), principalmente de pessoas de temperamento explosivo ou estressadas que tem grande dificuldade de se desligar dos problemas de trabalho. Espaços confinados como 
pequenos banheiros e boxes de chuveiros muito se beneficiam do emprego dos tons suaves de azul. Já nos ambientes frios, isto é, que recebem pouca luz solar, deve ser evitado pois aumenta essa sensação. Em tons escuros e fortes induzem à introspecção podendo ser depressivo, se não combinados com tons mais estimulantes. 
O azul esverdeado (turquesa) está relacionado à pureza e frescor da água. É excelente para banheiros, para cozinhas, em lugares de clima muito quente, para áreas de serviço. Estimula a comunicação e a fala sendo muito bem vindo  em salas de reunião e ambientes de trabalho. Utilize-o  juntamente com tons de laranja e pêssego, em cores e/ou objetos.
Os tons violeta e o roxo ajudam a desenvolver a percepção., apesar de seus tons mais fortes tenderem à depressão. Ideal para ambientes destinados à música, salas de relaxamento, estudos e escritórios pois estimulam o lado intuitivo das pessoas e devem ser combinados aos amarelos para acelerar o lado intelectual. Não é uma boa escolha para cozinhas, lavanderias, áreas de serviço e ambientes destinados a tarefas dinâmicas, tais como academias de ginástica) pois desencorajam o trabalho físico. Para closets , quartos de vestir e dormitórios os tons  lavanda dão tranquilidade e refrescam. Já o tom berinjela, rico, denso que cria cenários de reflexão, sinceridade, confiança, favorece a paciência,  a análise, a constância e  a  intuição é ideal para locais de trabalho onde se exercem atividades que necessitem ativar ou enfatizar estas características. Laranja é considerada a cor que mais estimula a sociabilização. Cor da criatividade, divertimento, alegria e bom humor. Tons de laranja criam atmosfera propícia ao movimento e ação. Deve ser empregada com cuidado em ambiente onde as pessoas se estressam ou se agitam com facilidade. Estimulante do apetite cai bem em cozinhas, salas de refeição e  copas em suas variadas nuances: terracota, caramelo, mel sendo exóticas e energéticas; ou em pêssego ou damasco - mais delicadas e aconchegantes. Nos locais de estudo e trabalho aceleram o raciocínio. Associada ao azul, sua cor complementar, cria áreas de repouso para os olhos e mente (detalhe de sua importância - veja postagem sobre cores em ambientes de trabalho). O amarelo é a cor da infância. Alegre, espontânea e divertida. Revitaliza o espírito e ilumina a  alma. Simboliza a riqueza, estimula a criatividade, o intelecto e o poder. É versátil, ajudando a estimular a digestão e também a comunicação. Não é uma cor muito indicada para dormitórios, pois como é estimulante para a mente, dificulta o dormir. Leva mais tempo para o cérebro se desligar e a pessoa pegar no sono. É cor indicada para salas de leitura, bibliotecas, nas salas de estar pode estimular conversas e discussões mais acaloradas. Ideais para banheiros e cozinhas de pessoas que necessitam de um estímulo matinal. 
Verde é uma cor que sugere honestidade, estabilidade e confiabilidade. É a cor da esperança, é confortante e anti estresse. Estimula o silêncio e o relaxamento. Espaços como sótãos ou apartamentos ou casa que recebem muito pouca luz solar ou estão inseridos em espaços sem vegetação se beneficiam de seu uso em tons pastéis. Deve ser empregado em locais onde grandes decisões são tomadas por acentuar o equilíbrio. Ambientes de relaxamento, salas de espera, quartos, salas de reuniões se favorecem com o emprego dessa cor. Em espaços onde atividades mais dinâmicas são realizadas, deve ser complementado com o amarelo, o vermelho ou o laranja. 
Branco é a cor da higiene, da saúde sendo ideal pra uso em cozinhas, banheiros, despensas, consultórios médicos e dentários. Ambientes totalmente brancos podem ser impessoais, monótonos e hostís. Usado em composição com qualquer cor dá destaque, fazendo-a sobressair.
Cinza quando complementado com cores vivas dá resultados muito interessantes, dinâmicos e elegantes. Deve ser usado com muita cautela em espaços muito extensos e ambientes de espera.
(Consultoria:  Projetando espaços - Miriam Gurgel, Habitania nº 91, Artigos diversos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Como é bom ver vc aqui. Caso queira fazer um comentário ou tenha alguma dúvida sobre a postagem fique a vontade. Obrigada pela sua participação.