02 fevereiro 2013

Sua Obra sem Atropelos


Olá queridos.

Há tempos queria falar alguma coisa sobre o assunto: como montar o cronograma de sua obra. Encontrei essa matéria bem detalhada, mas de forma bem simplificada no site www.casosdecasa.com.br . Achei  que as informações  seriam de interesse geral por isso compartilho com vcs. Agora é só ler com atenção e fazer as adaptações necessárias ao seu caso.
    


Como montar um cronograma de obra 

Para planejar uma obra, três coisas são fundamentais: um projeto, uma planilha orçamentária e um cronograma.
Evite começar qualquer reforma antes de ter os três em mãos. Eles vão garantir que sua obra corra bem.
O cronograma é o que as pessoas mais acreditam ser dispensável… Mas eu não começo nenhuma obra sequer sem um cronograma para balizar a ordem em que cada serviço deve ocorrer e o tempo que eles devem demorar.
É importante saber quando programar entregas de material para que a obra não fique lotada de coisas que só serão usadas mais para frente… E também para que no dia que a instalação se iniciar, ninguém fique parado por falta do material.
Uma reforma sempre começa pelas demolições e remoção de entulho.
Depois disso entram as alvenarias novas, a elétrica e a hidráulica.
Na sequencia, vêm os revestimentos de parede, os forros e molduras de gesso, o piso, os tampos e bancadas de banheiros e cozinha.
Então, entram o masseamento e a pintura, os acabamento de piso e paredes, a instalação das luminárias e acabamentos elétricos (interruptores, tomadas, espelhos) e, em seguida, a instalação da marcenaria.
E por último, a instalação das peças hidráulicas (louças e metais) e os retoques de pintura.
É claro que em cada obra existem itens específicos que têm que ser considerados: por exemplo, para se instalar um piso de madeira, o contrapiso tem que estar bem seco (tem que ter sido feito há pelo menos uns15 dias). Depois, a madeira tem que “trabalhar” por mais uns 15 dias antes de ser raspada e resinada. Na fase da raspagem, nenhum outro fornecedor pode trabalhar.
Se o piso for um porcelanato, melhor tomar muito cuidado para que ele não seja riscado durante a obra. Melhor postergar ao máximo a sua instalação.
Enfim, o ideal é ter um planejamento para sua obra, mesmo que seja algo simples, apenas para guiar as contratações e compras de material e para cobrar dos fornecedores um comprometimento com os prazos prometidos.