30 junho 2012

Mosaico Pintado com esponja

Revendo umas revistas antigas, deparei-me com uma técnica muito fácil de fazer e com resultado bem bacana. Ela  pode ser empregada em diferentes superfícies e objetos (inclusive em móveis). Fica muito bonito o resultado, com aspecto leve e jovial.. Então vou compartilhar aqui no blog pois acho que vai servir de inspiração prá muita gente. Depois comentem o que acharam. Bjks.
Fonte: Revista Manequim/2001



Resultado final.
Outras sugestões de uso da técnica:



24 junho 2012

Dois sofás, Diferentes Estilos

Contemporaneo




 Os mesmos modelos de sofá, às vezes só trocando a cor, podem compor lindos ambientes com diferentes estilos.
Ambiente um tanto masculino com  madeira escura e aço inox
Sala jovem e bem feminina
Sala com peças de design atemporais, aquecida pela  estante de madeira ao fundo

O mesmo sofá, em verde, combinando com ambiente  decorado com peças artesanais

Aqui o sofá, ainda em verde, compõe lindamente com peças com pegada étnica















Ambientes montados com móveis Tok&Stok

23 junho 2012

Quando é chique ser simples

As vezes as pessoas  se enganam achando que simplicidade não combina com o chique. Para mim andam juntas, até porque é muito mais fácil  errar pelo excesso. E simples não é sinônimo de "barato" como também nem sempre o "caro" é sinônimo de bom gosto. Simples e chique: é assim que as coisas deveriam ser na maioria das vezes. É certo que sempre há espaço para os excesso bem dosados, com bom senso e, principalmente bom gosto. Separei algumas imagens que para mim refletem itens  simples que  se tornaram chiques: alguém concorda? Alguém discorda? A discussão tá lançada.....O qué é simples e chique prá vc?



Ambiente montado pelo decorador Fábio Galeazzo numa casa em São Paulo

As janelas de madeira com pintura naif  são quadros nesta  sala. Simples.

Delicioso canto de repouso, leitura, o que sua imaginação ditar.... Chique, simples, brasileirissimo.

Painel de madeira  reciclada da Oficina de Agosto

Lustre feito com cabaças.

22 junho 2012

Ideias Lindinhas Prá Inspirar

Uma série de ideias bacanas e inspiradoras....
Lindo painel árvore feito com botões coloridos




Cesto de lixo comum plástico ganha vida com revestimento de tecido. Ótimo para quartos infantis.

As corujinhas são feitas com rolinhos internos do papel higiênico, a parte de cima dobrada  fomando as orelhinhas, depois pintadas e decoradas.

Caixas de papelão revestidas  viram cestos suspensos

Sobras de pernas de calças jeans enfeitadas com tecidos color viram cestinhos lindos. Mile uma utilidades.

Tubos de papelão resistentes (de tecidos) e vidro.

Fonte:Reciclagem, Jardinagem e Decoração

15 junho 2012

Idéias de Decoração Para Festas Juninas

Que tal reunir os amigos, a família e a criançada, é claro, para uma linda Festa Caipira. Os quitutes são fáceis de  preparar ou encontrados com facilidade no mercado. Para a decoração ai vai uma mãozinha.









14 junho 2012

Cama suspensa sim, mas com segurança



Um quarto projetado para crianças deve ser bonito,  seguro e prático, principalmente seguro na minha opinião. A foto acima foi publicada na Revista O Globo (03/06/2012), voces podem conferir. É um quarto que abriga 2 irmãs: 5 anos e 1 ano. Logo ao ver a foto fiquei muito incomodada com a posição do berço  embaixo da cama suspensa. Logo pensei: " quem cuida do bebe que dorme neste berço em algum momento pode bater com a cabeça na quina da cama ou até o próprio bebê quando for maiorzinho - e bebês crescem muito depressa, como todos sabem. Além de esteticamente ter ficado estranha a posição do berço, a irmã mais velha que utiliza a cama suspensa para brincar e dormir (observem que tem uma casinha na parte de cima) pode  deixar cair algum brinquedo no bebê. Crianças nessa idade são muito ativas. Sinceramente eu não aprovaria um projeto  onde a segurança foi sacrificada pela beleza . O acabamento parece bacana, as cores e a ideia em si é boa. Mas a distribuição, o layout, como falamos em Design, ficou prejudicado. Já vi muitos projetos com cama suspensa para diversas idades e já projetei o próprio quarto da minha filha com  cama suspensa, e fica claro que os cuidados com a segurança devem ser redobrados. Desculpem pelo 'desabafo' mas tinha que deixar um alerta. 

13 junho 2012

Eu e Minha Passadeira a Vapor


Sou uma pessoa prática. Acho que devemos otimizar o tempo naquilo que "devemos fazer" para termos mais tempo para as coisas que "gostamos de  fazer". Comprei há mais ou menos 1 ano e meio uma passadeira a vapor. Não tinha grandes expectativas em relação a ela mas resolvi testar. Não vou dizer a marca pois não vou fazer propaganda grátis prá ninguém. O fato é que a minha tem uma boa potência 1450W e o vapor chega a 103ºC. Para uso doméstico é bom.. Sabe aquela pequena, portátil?  Esqueça só serve para improvisar como vaporizador ou para fazer limpeza de pele.
Gostaria de compartilhar com vcs minha experiência pois sei que pode ser dúvida para muita gente. 
Se a sua necessidade for passar blusões, camisas ou roupas  de tecidos 100% algodão (é só olhar na etiqueta da roupa, mas boa parte dos blusões masculinos são feitas de algodão) esquece. O ferro continua sendo a única opção realmente aceitável até agora. 
A passadeira a vapor  passa super bem: camisetas e roupas de malha de algodão, blusas principalmente aquelas com detalhes como franzidos, bordados, lantejoulas, roupas femininas cheias de detalhes,  pregas e drapeados ( tipo balonê, por ex.). Para roupas de festas é um achado: vestidos finos, bordados, ternos, blazers, etc pois não se corre o risco de queimar a peça, não deixa brilho e o resultado é muito bom.  E olha que sou super exigente em matéria de roupa bem passada. A minha tem dois níveis de vapor um mais forte para peças mais resistentes e um mais fraco para as peças mais delicadas ou tecidos como tafetá, crepes, musselines (tecidos mais transparentes) etc...
Para calças jeans e bermudas cheias de bolsos, tachas, rebites, zíperes e ferragens é ótima  além de deixar o tecido super macio e muito mais confortável de se usar. Para calças sociais também é excelente.
Toalhas de banho também ficam muito mais macias, higienizadas e gostosas de se usar passadas com vapor. 
Muito Importante: ela funciona muito melhor se a roupa for passada na tábua de passar ou esticada sobre uma superfície e não no cabide. Para desamassar somente, no cabide funciona, mas para passar a roupa de verdade, eu estico sobre a tábua (não adianta, não existe esse  milagre apresentado nas propagandas de roupa passada direto no cabide). Mesmo tendo que usar tábua compensa: o tempo de passagem é bem menor e o resultado excelente. Além da maciez do tecido.

Dicas importantes: 
  •  Deixe a roupa arejar um pouco antes de guardar pois elas  ficam um tanto úmidas.
  • Nunca guarde o aparelho com água no reservatório.
  • Cuidado redobrado para não encostar no bocal  de saída de vapor pois é muito quente.
  • Nunca deixe-o virado na sua direção quando  ligado para não correr o risco de receber um jato de vapor no rosto.
  • Cuidado para não deixar o cabo dobrar e dificultar a saída do vapor.
Espero que tenha ajudado. Até a próxima.

07 junho 2012

Jardim Zen


Inspirado em antiga lenda de um samurai, o jardim zen  virou sinônimo de equilíbrio e harmonia. A lenda que teve origem no Japão e foi difundida mundo a fora conta que um jovem Samurai resolveu abandonar a escola e seguir o caminho do mal. Seu mestre tentou trazê-lo de volta mas, sem sucesso foi obrigado a desafiá-lo em uma luta. A experiência e  equilíbrio do Mestre foi decisiva para vencer o duelo e derrotar o jovem samurai. A notícia da morte do  aluno chegou à escola e foi comemorada  efusivamente. O Mestre ficou indignado com a atitude dos alunos e ordenou que preparassem o jardim da casa do samurai em homenagem ao aluno morto. O trabalho foi realizado com ferramentas rústicas e as pedras, utilizadas em número ímpar, foram deslocadas com a força dos braços dos alunos.
Os principais elementos de um jardim zen  são  pedras e areia, com o mar simbolizado não por água, mas pela  areia revolvida em desenhos que sugerem ondulações na água. As plantas são pouco importantes e, às vezes inexistentes nestes jardins. Para os japoneses, estas pedras significam  as adversidades e o respeito. 



A ideia foi transportada para uma caixa, onde o jardineiro pode exercitar seu equilíbrio e refletir.

02 junho 2012

Um Novo Olhar

Com criatividade e bom gosto podemos criar lindos recantos nas áreas externas da casa e reaproveitando materiais simples. Inspiração é o que não falta.....


















Outra Peça Curinga na Decoração

Tem certas peças que são multiuso na decoração. Já postei algumas aqui no blog mas sempre falta alguma. Entre as que mais gosto estão os garden seats que são uns banquinhos "tipo um tamborete" geralmente em cerâmica, mas também podem vir em outros materiais como madeira,  com altura de 45 cm. Coloridos, estampados ou simplesmente brancos, foram  projetados para serem usados nas áreas externas da casa mas  vão bem em qualquer comodo: jardins, varandas, salas, cozinhas, banheiros onde mais sua imaginação permitir. São funcionais, decorativos e dão 'aquele toque' especial ao ambiente.