30 setembro 2010

Idéias Bacanas Merecem destaque

Escadas Bem Resolvidas

 Gaveteiro, Módulo e Escada. Móvel multifuncional e compacto. Usavel em Diferentes Ambientes da Casa ou Escritório



Decoupage de Tecido em Parede

Estante Compacta e Funcional  Com Design Leve



 Escrivaninha Compacta Com Gavetas  Diferenciadas - Aproveitamento de Espaço  



27 setembro 2010

A Motivação na Escolha das Cores

O texto postado aqui é de autoria da Designer e Consultora de Cores Bete Branco. Achei-o interessante e gostaria de compartilhar com voces. Não representa minha opinião fechada mas faz a gente pensar no assunto..... Leiam e reflitam e compartilhem o que voces acharam.

As nossas escolhas de cores, seja para automóveis, roupas ou quaisquer outros utensílios pessoais, são sempre guiadas por duas motivações: a nossa identificação pessoal com a cor escolhida, ou a nossa necessidade de compensar uma imagem ou uma auto-estimulação com aquela cor.
Por exemplo: uma pessoa escolhe um automóvel vermelho porque tem uma personalidade bem marcante, determinada, de arrojo, apaixonada, um tanto agressiva, etc, que são características compatíveis com a cor vermelha, ou escolhe um automóvel vermelho porque é tímida, porque se acha indiferente e desencorajada e se sente naturalmente motivada ou compensada pela imagem transmitida pelo vermelho.
Naturalmente a representatividade de cada cor assume leituras um pouco diferentes dentro de outras culturas ou outras épocas, mas em geral sua mensagem é constante.
Automóveis pretos e vermelhos sempre estão associados ao arrojo, atrevimento e até a uma certa agressividade. Você geralmente os verá entre aqueles que vivem “costurando” o trânsito, impacientemente, nos engarrafamentos!
Automóveis prata, grafite e similares tomam conotação de modernidade, porém, sem agressividade .
Automóveis em tons clássicos e mais escuros como o verde garrafa, o azul marinho, o dourado, o vinho e outros nessa faixa, simbolizam elegância e sobriedade basicamente. Observe: num engarrafamento, os motoristas dos automóveis verde garrafa aparentam a calma daqueles que sempre saem com a antecedência necessária para não perderem o controle e a elegância; oportunamente aproveitarão inclusive para ler a coluna econômica de seu jornal durante os minutos de maior estagnação do trânsito.
O branco, quando não é escolhido apenas por conveniência de preço e praticidade, mas sim pelo estilo que aparenta, ostenta sofisticação e elegância com certa altivez, inclusive. Não raro conduzirão personalidades reluzentes!
As cores de época, geralmente mais chamativas e alegres costumam ser a opção de pessoas descomprometidas com um estilo, que compram pelo impulso do momento e não se demoram em substituí-lo por outro qualquer assim que for conveniente ou que outra moda surgir!
Cores luminosas como o amarelo, o verde alface e outros, são muito úteis a quem se dedica a viagens noturnas ou esportes automobilísticos, pois estão sempre em destaque dando segurança e controle à distância!
BETE BRANCO – Consultora de Cores.


i

23 setembro 2010

Elas são um espetáculo!

Nos ambientes elas exercem múltiplas funções: vestir, proteger, dosar a entrada de luz, embelezar janelas e até mesmo dividir espaços. Sim, as cortinas! Tema que sempre suscita dúvidas. Modelos há vários no mercado e ainda podemos combiná-las com persianas, bandôs e um ou mais modelos numa mesma janela. Como as possibilidades são muitas, costumo utilizar uma regrinha básica que muito auxilia na hora de definir a cortina para o ambiente: AMBIENTE / ESTILO DE DECORAÇÃO / COR / MODELO e COMPRIMENTO/  TECIDO - sempre nessa ordem.
Ambiente - se é para o quarto, sala, cozinha, banheiro... Cada um pede um tipo de cortina. Salvo projetos específicos, geralmente as salas pedem cortinas  elegantes  mas com poucos detalhes para não brigar com os muito itens decorativos que temos nesse espaço. Os tecidos de qualidade, fluidos, com texturas ou mesmo encorpados são bem vindos. Saiba que um mesmo modelo de cortina, confeccionado em diferentes tipos de tecidos, ganha um visual completamente novo. Nos quartos podemos ousar um pouco mais nos detalhes das cortinas. Copas, cozinhas e banheiros  pedem modelos mais despojados e/ou persianas. O que irá definir é o ESTILO da decoração: moderno, contemporaneo, sofisticado, clássico, rústico, descontraído, praiano.
A COR é sempre direcionada pelos itens que já tenho: a cor do estofado, das paredes, de um tapete, almofadas. Deve haver harmonia entre estes itens. Podemos também utilizar a cortina como grande destaque em um ambiente totalmente branco ou neutro. O COMPRIMENTO dependerá se no local da cortina há algum obstáculo a ela - um móvel sob a janela, por exemplo. Eu, sempre que possível prefiro utilizar modelos longos. É mais bonito visualmente e alonga. Mas cada caso é um caso. O TECIDO geralmente depende do modelo escolhido. Cada MODELO pede um tipo específico para o melhor caimento da cortina.
Vejam alguns exemplos de modelos de cortinas que, de acordo com o tipo de tecido escolhido, são sempre atuais. Verdadeiros clássicos.
    
1 e 2 - modelos  com  prega macho, alças e botões; 3 - modelo franzido direto no varão, que pode variar com  acabamento  com babadinho na borda superior; 4 e 7- modelos simples com tecidos  presos por argolas. A largura de tecido empregada é que formará as pregas. O  diferencial da cortina será o tipo de tecido - mais suntuoso (seda, xantung, ou mais simples de algodão ou linho, por exemplo); 5 - modelo com pregas soltas para fazer volume no tecido; 6 - Prega copo, para tecidos encorpados e mais pesados; 8 e 10 - modelos com pregas macho costuradas, sustentadas por alcinhas; 9 - prega americana clássica. E´ sempre atual. 11 - modelo com alças mais em estilo rústico para casas de campos ou praia.
Há ainda os modelos painel de correr, painel ronama e com argolas - muito usadas atualmente.
Painel de enrolar
Painel de correr combinada com cortina de argolas


Cortina romana
Você poderá ainda conferir alguns modelos de cortinas nas postagens mais antigas sobre o assunto. Inclusive cortinas para quartos infantis. Se quiser saber sobre como tirar medidas pode fazer contato por e-mail.

16 setembro 2010

Vamos descombinar uma coisa?

Para quem está pensando em dar um up  nas salas da casa ou apto uma dica: evite  comprar os conjuntos conforme  expostos  nas lojas. Decoração tem que combinar os elementos entre si, e não deixar tudo igual. É um  equívoco que ocorre com muita frequência. Então como fazer? Ali na loja  tudo é tão igualzinho, combinadinho. Acontece que fica sem personalidade sua decoração. Fica com cara de loja. Por que não ousar e experimentar aquela mesa com outros modelos de cadeiras?
Repare nesta sala: a decoração está com uma única linguagem: móveis de madeira escura  e detalhes em aço inox mas não formam um conjuntinho. E repare que, como o espaço é pequeno, as cadeiras da mesa de jantar são duas, modelos compactos e sem braços.


Agora observe :

As cadeiras de apoio da sala de estar migraram para a mesa de jantar.  Esta também é uma excelente dica para espaços reduzidos. A sala de jantar não fica tumultuada, com cadeiras encostadas na parede ou atrapalhando a passagem e quando for preciso usa-se as cadeiras de apoio para completar os lugares da mesa. Isso pode ser feito porque a compra foi planejada. Veja que as cadeiras de apoio são de modelo delicado, mas confortáveis, e se harmonizam com o ambiente de estar  e se adapta também  ao ambiente de jantar sem parecer pesado ou desconfortável.
Em mesas quadradas fica o máximo colocar cadeiras de modelos diferentes ou com estofados de cores diferentes mas com o mesmo modelo. Ai sua imaginação pode fluir....

Outra dicas de modelos que descombinam perfeitamente:

 





11 setembro 2010

Tecidos fazem toda diferença na decoração





Tecidos são um grande trunfo quando desejamos dar vida nova a uma decoração. Lisos, estampados, listrados, étnicos, com texturas, todos tem seu lugar para dar uma repaginada nos ambientes, móveis e até paredes. 









Observe como a cortina que combina estampa com listras  azuis  fez toda a diferença nesta sala decorada em estilo bem simples mas com grande efeito visual. 







E o que falar dessa namoradeira em estilo clássico que passaria despercebida se não fosse o revestimento em patchwork







O revestimento em tecido da parede compõe com a cabeceira da cama que compõe com as cortinas. Note que o fato das estampas serem em escalas diferentes deixou o ambiente harmonioso. É um tipo de decoração de risco, pois pode tornar-se monótona, mas que aqui deu muito certo pela combinação com outros elementos como cor das paredes e tecidos utilizados.







As listras horizontais deu vida à estante  neste quarto de adolescente: uma idéia ótima.






E o que falar das poltroninhas de vime que ficaram totalmente diferentes com o novo tecido das almofadas. Uma mudança simples mas com grande peso na decoração desta sala de estar.


O quarto marcou ainda mais o  clima  romântico com os tecidos dos lençóis e fronhas e  a  forração das luminárias. Simples e aconchegante.


Uma dica boa: quando você se apaixonar por uma estampa procure adquirí-la. É difícil encontrar tecidos estampados que agradem logo de primeira. Evite apenas estampas muito grandes se a intenção é forrar uma poltrona ou sofá, por exemplo, pois o posicionamento do desenho torna-se difícil e há maior desperdício de tecido. Outra sugestão é evitar tecidos com desenhos geométricos, listrados ou xadrezes para estofados com desenho muito arredondado pois pode distorcer a estampa e o resultado final de revestimento não ficará bom. Estofados em linhas retas ficam melhores com tecidos lisos ou com tramas (texturas) já os modelos mais clássicos pedem jacquards e estampas.

07 setembro 2010

Manutenção tem de grande importancia no dia a dia de uma casa.

Outro dia, estava numa loja de material de construção escolhendo alguns revestimentos quando conheci uma senhora que procurava  novo piso para sua cozinha. Nada de anormal se ela não houvesse concluído a reforma da mesma há menos de seis meses. Ela disse-me que não aguentava mais gastar tanto tempo  na conservação do piso atual da  cozinha além do mesmo super escorregadio. Mora na casa uma pessoa bem idosa e crianças  (seus netos) que vinham  aos finais de semana. Perguntei-lhe  quem havia escolhido o revestimento  -Meu marido, foi sua resposta -  e ela prontamente havia  concordado pois "estava na moda" cozinha toda branquinha. 
Se uma  boa profissional  houvesse feito o projeto para a reforma da cozinha, certamente aquela senhora  não estaria lidando com esses aborrecimentos.




Um  bom projeto, além da criatividade e bom gosto, precisa ser adequado ao estilo de vida dos moradores da casa. Nada adianta um espaço visualmente lindo mas nada prático para o dia a dia da família. Decoração é bem estar e precisa contribuir em todos os aspectos para isso. É preciso observar como será feita a manutenção e por quem - contam com boa mão de obra para as faxinas e manutenção ou serão feitas pela própria família? Há animais de estimação na casa? Crianças pequenas? Idosos? Portadores de necessidades especiais? Recebe-se muitas visitas no espaço? 

Antes da próxima reforma ou  obra pense bem nestes itens ou contrate um bom profissional que o fará por você.
Será um  grande investimento.   

01 setembro 2010

Café da manhã com muito charme



Feriado chegando, aquela sensação gostosa de poder dormir até mais tarde e depois tomar AQUELE CAFÉ DA MANHÃ com calma, charme e em boa companhia. Mas se não dá, por enquanto, para ter aquela boa companhia, o charme não pode faltar. Faça um agrado prá voce mesmo (que é uma pessoa legal, inteligente, bonita e batalhadora ) ou compartilhe com a família e os amigos.










Prá quem gosta do café na cama, veja que sugestão legal.












    

Já com a família e/ou amigos, devemos acrescentar outros apetrechos mas sempre com muito charme e aqueles quitutes deliciosos (feitos por você ou comprados  prontos, pois ninguém é de ferro). E muito relax  prá ficar lendo o jornal ou uma boa revista (se estiver só), ou jogando conversa fora  com a família e amigos até a hora do almoço. 
O que quero destacar é que com bom gosto e uma pitada de carinho podemos transformar uma simples refeição do dia a dia em momento de prazer curtido com quem a gente ama. Escolha o espaço: bancada da cozinha,  varanda, terraço, sala ou quarto. Capriche na produção - repare nas fotos - são os elementos que todos temos em casa: toalhas, jogos americanos, copos coloridos, xícaras, flores....

No quintal, terraço ou  varanda uma decoração bem descontraída é perfeita!  Seja qual for o seu estilo, aproveite as dicas. 
E... bom apetite!